5 de out de 2011

Lembro que eu engolia essa vida e engasgava, e te chorava baixinho meu desespero. Você me dizia com calma "refaz e me dá sua mão, vem cá olhar a rua, não existe nada mais bonito que a gente". E agora eu te pergunto: Onde é que a gente foi parar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer que os outros compreendam o que jamais entenderei.[ C.L ]