14 de nov de 2010

Vultos a minha volta, ouço somente ecos de risos eternos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer que os outros compreendam o que jamais entenderei.[ C.L ]